Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linha White

Consequências do Uso Prolongado da Chupeta na Respiração, nos Dentes, na Fala e na Deglutição

O uso da chupeta deve ser utilizado com moderação tendo em conta a faixa etária em que a criança se apresenta. Quando a criança já apresenta vários dentes o uso da chupeta pode tornar-se prejudicial, visto que é, um objeto exterior e que ficará entre as arcadas dentárias superior e inferior. Consequentemente, a língua ficará numa posição inadequada (posição baixa) dentro da cavidade oral. O tamanho da chupeta também irá influenciar a posição dentária e lingual.

A condição mais comum do uso prolongado destes objetos é a alteração da configuração da arcada dentária, que normalmente se manifesta com o aparecimento de espaços entre os dentes superiores e inferiores. As crianças que desenvolvem este tipo alteração (mordida aberta) irão desenvolver com mais facilidade uma inadequada produção de alguns sons da fala e também uma inadequada deglutição.

Além das alterações morfológicas e funcionais ao nível da cavidade oral, existem também, alterações associadas ao nível da respiração. O uso frequente da chupeta proporciona uma alteração da postura dos lábios, língua e mandibula (em depressão) e consequentemente da respiração, sendo frequente existir uma respiração predominantemente oral em vez de nasal.

Estas alterações do sistema estomatognático (respiração, mastigação, deglutição e fala) conduzem a uma deglutição atípica, ou seja, uma alteração do padrão normal da deglutição.

Quando existem este tipo de alterações é importante a criança ser avaliada por uma equipa constituída por: Médico Dentista, Médico Otorrinolaringologista e Terapeuta da Fala. Só um trabalho em equipa poderá fazer a diferença neste tipo de casos.

 

imagem.jpg

 

imagem1.jpg

 

 

2 comentários

Comentar post