Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha White

Deglutição Atípica? O que é, como tratar?

O mecanismo de deglutição consiste numa sequência reflexa de contrações musculares que favorecem a descida do alimento da cavidade bucal até ao estomago, sem que haja entrada de alimento na via aérea.  

 

A deglutição deverá atingir a sua maturação aproximadamente aos 3 anos de idade, sendo esta uma deglutição do tipo adulta.

 

O mecanismo de deglutição adulto é caracterizado por um conjunto de movimentos complexos, sendo eles: reunir o bolo alimentar no dorso da língua, elevar a língua até à papila incisiva/palatina, tocar com ápice da língua na papila incisiva/palatina e movimentar o dorso da língua contra o palato duro realizando assim a retropulsão do bolo alimentar.

 

Existem várias etapas no mecanismo de deglutição, sendo elas:

  • Fase Preparatória Oral;
  • Fase Oral;
  • Fase Faríngea;
  • Fase Esofágica;

 

É no decorrer da fase oral que poderemos observar alterações do padrão de deglutição, ou seja, a deglutição atípica.

 

A deglutição atípica é uma forma inadequada da língua e outros músculos realizarem o ato de deglutição. Normalmente, este tipo de deglutição acontece porque há um inadequado movimento dos músculos envolvidos na execução desta função. Este movimento poderá estar alterado pelo tónus, mobilidade e/ou postura lingual.

 

Na deglutição atípica observa-se uma anteriorização da língua, ou seja, uma pressão com interposição nos dentes incisivos centrais e laterais. Esta interposição lingual, leva muitas vezes, a alterações estruturais na arcada dentária.

 

A musculatura oral é fulcral no processo de deglutição, desta forma, se a musculatura não tiver o tónus adequado existirá uma dificuldade nas funções estomatognáticas e consequentemente no vedamento labial, facilitando o desenvolvimento da respiração de suplência.

 

O tratamento em Terapia da Fala para este tipo de alterações deverá ser reeducativo com o objetivo de evitar os hábitos nocivos e movimentos do sistema estomatognático desajustados do padrão normal.

 

Neste tipo de alterações o trabalho em equipa é crucial. Desta forma, é importante um olhar clínico interdisciplinar com ações conjuntas entre as várias valências: Odontopediatria e Terapia da Fala.

 

deg.jpg