Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha White

Qual a relação entre o Terapeuta da Fala e os pacientes com plano de tratamento ortodôntico

Ao contrário do que se pensa, o Terapeuta da Fala não atua apenas nas perturbações da comunicação. O Terapeuta da Fala tem um papel fulcral nas perturbações do sistema estomatognatico: fala, respiração, mastigação e deglutição. Quando existe uma perturbação da função, esta poderá refletir-se morfologicamente na parte dentária, com alterações de mordida e maloclusão.

Existem vários hábitos nocivos que interferem com a harmonia das funções referidas anteriormente, tais como: causas anatómicas de origem obstrutivas (nasais ou faríngeas) ou não obstrutivas funcionais que podem ser flacidez muscular, hábito ou hábitos parafuncionais/nocivos como por exemplo a sução digital, uso de chupeta e ou

biberon prolongado, onicofagia, bruxismo, mastigação unilateral, alimentação pastosa prolongada entre outros.

 

Assim, o papel do Terapeuta da Fala na parte ortodôntica é possibilitar através de Terapia Miofuncional oral a harmonia necessária para o equilíbrio de todas as estruturas.

A Terapia Miofuncional é uma especialidade dedica à reabilitação das perturbações neuromusculares oro-faciais. Este tipo de terapia permite através de técnicas terapêuticas a adaptação estrutural e funcional oro-facial.

 

Características que podem por em causa o Tratamento Ortodôntico:

 - falta de vedamento/encerramento labial;

- respiração de suplência/oral;

- posição inadequada da língua em repouso ou no discurso;

- deglutição atípica ou adaptada;

- onicofagia (unhas ou de outro tipo de objetos);

- mastigação unilateral ou vertical;

 

É importante referir que, se em alguns casos, o trabalho ortodôntico não for realizado em conjunto com a Terapeuta da Fala podem existir recidivas, pois a funcionalidade não foi adaptada à morfologia. Um caso prático: uma mordia aberta por inadequado posicionamento lingual. A língua é um órgão fulcral que participa nos processos de fala, mastigação e deglutição. O correto posicionamento da língua é em relaxamento colada ao palato e com o seu ápice a tocar na papila incisiva. O vedamento labial é imprescindível para que o vácuo gerado entre a língua e o palato se forme. Se apenas for corrigido com aparatologia (tratamento ortodôntico) a má postura lingual irá permanecer, e por isso, irá haver sempre uma causa funcional que não permitirá que a exista harmonia na cavidade oral, e por isso, a língua continuará a exercer força sobre arcada dentária (interposição lingual) e acabará por “deformar” o trabalho ortodôntico realizado até à data. 

O plano terapêutico é decidido consoante a etiologia e ou a disfunção de cada indivíduo.

 

Se este for o seu caso e precisar de ajuda para o resolver contacte-nos através de www.whiteclinic.pt.

 

Antes do Tratamento:

Inicial agosto.jpg

 

 

Após Tratamento:

 

 final frontal.jpg