Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linha White

Mau hálito

Olá

Boa noite

Tenho um problema com o mau hálito, não sou fumador e tenho algum cuidado com a alimentação, faço uma higiene oral não perfeita mas regular, gostava de saber o que é possível fazer para melhorar os meus hábitos de modo a melhorar o hálito.

Agradeço já a disponibilidade

Muito obrigado

João Faria

 

Olá bom dia, 

a halitose (mau hálito) é um problema que afecta aproximadamente 30% da população.  Esta patologia pode apresentar diferentes origens como a dieta alimentar, desidratação, hipossalivação (diminuição do fluxo de saliva), alterações morfológicas na língua, higiene oral deficiente, doença periodontal e a mais comum e fisiológica, a halitose pela manhã ao acordar.

A abordagem terapêutica da halitose apresenta diferentes filosofias de tratamento, das quais destacamos as que consideramos mais eficazes, a preventiva (profiláctica) e a curativa. Existem contudo, formas intuitivas que os próprios pacientes que sofrem deste problema utilizam, como pastilhas elásticas, sprays orais, elixires, anti-sépticos, resolvendo o seu problema apenas por um curto período de tempo. Este tipo de produtos mascaram o odor bucal, devido á sobreposição de odores mais intensos como por exemplo a menta.
A filosofia preventiva compreende medidas essencialmente de higiene oral (ex: escovar a língua), dietéticas (ex: evitar a ingestão de alimentos muito condimentados e com odor forte) e medicamentosas.
A filosofia curativa tem como objectivo a remissão efectiva da halitose, que passa por um correcto diagnóstico da causa e respectiva eliminação da mesma. Podendo apresentar um diferente número  de causas, muitas delas em simultâneo, é fundamental fazer um diagnóstico preciso sobre a origem do mau hálito, com o objectivo de eliminar as causas locais e se chegar à solução.

Aconselhamos por isso que procure um médico dentista que lhe consiga diagnosticar e eliminar possíveis causas locais de halitose, como cárie, acumulação de cálculo, próteses mal adaptadas, entre outras. Caso não apresente melhorias após a resolução destes problemas, procure um especialista no tratamento da halitose, pois a partir desse momento o seu mau hálito poderá estar associado a causas sistémicas.

Cumprimentos.

Atentamente,
Equipa White, da Clínica Dentária da Lapa

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.