Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha White

Cirurgia do “Botox”

Desde há alguns anos que os os tratamentos estéticos não-cirúrgicos são os mais procurados e tendem a aumentar, pois os pacientes buscam tratamentos mais simples, práticos e o menos invasivos possível. A toxina botulínica, sendo o botox a fórmula mais conhecida que facilmente se confunde com o próprio procedimento, é um complexo protéico purificado, de origem biológica, dentro do qual existem vários sorotipos e, neste caso, o sorotipo A é reconhecido cientificamente como o mais potente e o que apresenta uma duração maior de efeito terapêutico. Este é um dos procedimentos mais utilizados e que apresenta excelentes resultados.

Para fins médicos, é utilizada uma forma injetável da toxina botulínica purificada que, aplicada em pequenas doses, bloqueia a libertação de acetilcolina, isto é, a transmissão das mensagens eléctricas entre o cérebro e os músculos, fazendo com que estes não contraiam. Desta forma as linhas de expressão são suavizadas e, na maioria dos casos, ficam praticamente invisíveis uma semana depois da aplicação, com efeito que dura entre quatro a seis meses. Após este período, a toxina botulínica pode ser aplicado novamente. Além das indicações terapêuticas, o medicamento é amplamente conhecido no tratamento de linhas faciais hipercinéticas, para o tratamento da hiperhidrose palmar e axilar, sendo ainda utilizado crianças com problemas musculares.

Actualmente, a aplicação da toxina botulínica é praticada sob o novo e exclusivo conceito denominado 3D Lifting, em que a face é analisada em 3 dimensões, sendo assim apenas aplicado o tratamento adequado a cada pessoa, podendo ser um procedimento cirúrgico ou não cirúrgico, isolado ou combinado.