Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha White

QUANTAS GRAMAS DE SAL POR DIA?

A quantidade diária recomendada é de 4 a 6g de sal, mais ou menos uma colher de café por dia.

 

O sal já foi largamente utilizado para preservar alimentos perecíveis quando ainda não existia frigorifico. Hoje, ainda é muito usado em alimentos industrializados, tais como os enchidos, carnes salgadas, enlatados, conservas como picles, molhos e condimentados (mostardas, molhos a base de soja, pimenta, ketchup), queijos amarelos, sopas e temperos do tipo concentrados em cubinhos.

 

O sal é uma grande fonte de sódio – mineral indispensável para o organismo, presente em boa parte dos alimentos. Vale lembrar que sódio e sal não são sinónimos, como muitos acreditam. O sódio é um dos componentes do sal. Nos rótulos, é apresentada a quantidade de sódio e não de sal, o que merece uma atenção a mais do consumidor. Cada 5g de sal – o equivalente a cerca de meia colher de sopa rasa – contêm aproximadamente 2g de sódio.

 

Quais são os benefícios do sal? O sal é necessário porque ajuda a manter o equilíbrio dos fluídos do organismo, além de realizar a transmissão dos impulsos nervosos.

 

Quais são os pontos negativos? O consumo de sal é importante, mas sem exagero – principalmente quando é responsável por alterações da pressão sanguínea (que depende de fatores físicos e genéticos), como a hipertensão.

 

Outro mineral presente no sal é o iodo, um micronutriente essencial para o ser humano. Ele é utilizado na síntese das hormonas da tiróide – a triodotironina e a tiroxina. Estas hormonas têm dois importantes papéis: Ação no crescimento físico e neurológico e manutenção do fluxo normal de energia (metabolismo basal, principalmente na manutenção do calor do corpo). Se consumido em quantidades excessivas, o iodo pode causar uma doença conhecida como tireoidite de Hashimoto (em pessoas com predisposição genética a doenças auto-imunes).

 

 

Por: Iara Rodrigues

Nutricionista Clínica