Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Linha White

Escova manual ou Escova elétrica?

Durante as consultas de higiene oral, muitas pacientes apresentam dúvidas em relação ao melhor tipo de escova dentária a usar.

Não existe nenhuma regra que indique que todas as pessoas devem usar certo tipo de escova. Cada pessoa tem diferentes necessidades de higiene oral, e o aconselhamento e as recomendações dos produtos a usar em ambulatório devem ser personalizados para cada paciente.

Existem inúmeros estudos comparativos entre a escova elétrica e a escova manual, onde comparam os níveis de placa bacteriana, inflamação gengival e hemorragia, sendo as conclusões unânimes: A escova elétrica é mais eficaz na remoção dos depósitos dentários e manutenção gengival, do que a escova manual.

Existem pacientes onde a saúde oral é exemplar, mesmo com recurso a escovas manuais. Nestes casos, não existe necessidade por parte do paciente para mudar os produtos que usa, nem os seus hábitos e métodos de manutenção da saúde oral, uma vez que o que está a usar está a ser eficaz.

Hoje em dia já existem escovas elétricas no mercado com acessórios importantes para garantir uma rotina de escovagem mais eficaz. Entre eles, são de destacar as escovas com temporizador de dois minutos, que é o tempo de escovagem mínimo recomendado pelos profissionais de saúde, e o regulador de força visual ou tátil, permitindo a correta manutenção dos tecidos moles.

É de relembrar que em ambas as escovas, manual ou elétrica, devem ser usadas com método, com recurso a uma escovagem sulcular e abrangendo todas as superfícies dentárias.

Para melhor aconselhamento, dirija-se ao seu Higienista oral/Médico dentista de modo a ser avaliado o seu nível de saúde oral e recomendado o que melhor se adeque à sua situação.  

escova eletrica bom.jpg

Imagem 1-Exemplo de escova elétrica

escova manual bom.png

Imagem 2-Exemplo de escova manual