Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linha White

Dentes Escuros após Traumatismo

 

Boa noite,
 
O meu filho tem 3 anos e começou a ficar com um dos dentes da frente escurecido. Estou preocupada pois não sei o que poderá ser.
Quando tinha cerca de 1 ano de idade caiu e partiu os cantos inferiores que unem os dois dentes da frente, poderá estar relacionado?
Este aparecimento notório da mancha coincidiu com o aparecimento da varicela que penso que em nada estará relacionado.
Saliento também que esses mesmos dentes sempre foram ligeiramente manchados, mas não escuros.
 
Obrigada.

Os melhores cumprimentos,

Joana
 
 
 
Bom dia Joana,

Muitas vezes as quedas podem provocar traumatismos dentários, como lesão do nervo ("morte" do nervo), lesão dos dentes definitivos, fracturas ósseas ou dentárias.
Quando ocorre a lesão do nervo, que tem o nome de necrose, o nervo deixa de ter a sua função normal e perde sensibilidade.
Muitas vezes não conseguimos perceber logo, uma vez que é uma lesão silenciosa, só a detectamos mais tarde pelo escurecimento do dente, uma vez que este já não é nutrido pelos vasos que o rodeiam perde a sua coloração normal, ou pelo Rx, que apresenta uma imagem de infecção à volta da raiz do dente afectado.
A necrose dentária pode provocar um abcesso à volta do dente com sintomatologia dolorosa elevada.
Como tal, em casos de acidentes, quedas, boladas, é aconselhável consultar um Médico Dentista para não agravar a situação e actuar o melhor e o mais rapidamente possível.
 
No caso do seu filho a queda pode ter estado na origem do escurecimento do dente, no entanto, teria que o observar e fazer um Rx para lhe fazer um correcto diagnóstico.
 
 Quanto à varicela, é uma infecção viral contagiosa que provoca uma erupção característica com comichão e é formada por grupos de manchas pequenas, planas ou elevadas, bolhas cheias de líquido e crostas.
 A cara, os braços e as pernas têm relativamente poucas manchas, excepto em casos graves em que toda a superfície do corpo é afectada. Quando há apenas algumas manchas, estas localizam-se normalmente na parte superior do tronco. Também aparecem frequentemente no couro cabeludo.
As manchas na boca rapidamente se abrem e formam feridas (úlceras) que muitas vezes doem ao engolir. As feridas também podem aparecer nas pálpebras e nas vias respiratórias superiores, no recto e na vagina. As localizadas na caixa da voz e nas vias respiratórias superiores podem por vezes provocar uma grave dificuldade respiratória. Os gânglios linfáticos que se encontram de ambos os lados do pescoço podem inflamar-se e ser dolorosos ao tacto. A fase pior da doença dura normalmente entre 4 e 7 dias.
Os sintomas começam entre o 10.º e o 21.º dia depois da infecção. Nas crianças com mais de 10 anos, os primeiros sintomas são uma ligeira dor de cabeça, febre moderada e uma sensação de mal-estar geral (indisposição). As crianças mais pequenas normalmente não têm estes sintomas e a sintomatologia costuma ser mais grave nos adultos.
 
Em relação às manchas que refere que o seu filho já tinha, possivelmente já nasceram com ele e podem ser alterações do próprio esmalte que não se tornam mais escuras com o tempo nem alteram a cor de todo o dente.
 
Como o seu filho ainda tem a dentição de leite e ainda não consultou o seu Médico Dentista desde a queda, aconselho-a a fazê-lo para avaliar os dentes presentes e os dentes definitivos que ainda não erupcionaram e se necessário avançar com um tratamento preventivo.
 
Obrigada pela sua questão.