Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linha White

Periodontite/ Reabilitação Oral

Caros Drs.,

Chamo-me Nuno Costa, tenho 35 anos e sofro de periodontite. Facto que me traz alguns problemas, uma vez que uso placa superior, ou seja, não tenho os dentes da frente, e penso constantemente que a mesma se pode partir a qualquer momento. Gostaria de saber qual a melhor solução, uma vez que tenho tido orçamentos muito dispendiosos para as soluções apresentadas.

Com os melhores cumprimentos,

Nuno Costa

 

  

Prótese sem retenção

Bom Dia,

 

Chamo-me Antónia e tenho 68 anos. Vou a dentistas há mais de 25 anos, e nunca consegui ter a minha boca completamente tratada. Como resultado disto, fui perdendo progressivamente os meus dentes, até ficar com apenas 2 dentes. Estes 2 dentes criaram uma infecção, porque tinham sido mal desvitalizados, e tiveram de ser extraidos.

Agora não tenho um unico dente na minha boca, e a minha protese inferior está sempre a mexer quando como ou falo. A protese superior está bem fixa, mas os dentes são feios e quase não se vêem quando sorrio.

Que soluções me podem dar para este problema? em cima já não tenho osso suficiente para colocar implantes, em baixo ainda tenho algum osso, pelo menos foi o que o meu médico me disse...

 

Os meus melhores cumprimentos e obrigada desde já

 

Antónia

 

 

Olá Antónia,

 

Obrigado pela sua questão. Hoje em dia, os implantes dentários são uma óptima solução, mas só funcionam quando fixos num osso saudável e em quantidade (altura, largura e espessura) suficientes. Se não existir osso suficiente (por exemplo por ter perdido os seus dentes há muitos anos), poderemos pensar em enxertos ósseos (ir recolher osso em outra parte do seu corpo ou da sua boca, ou aplicar substitutos ósseos).

Num caso como o seu, desde que exista o mínimo de osso, poderemos colocar implantes dentários, que lhe permitirão reter melhor as suas próteses. Como nos disse que em cima já não tem osso suficiente, e partindo do pressuposto de que não quereria fazer uma cirurgia com enxerto ósseo, poderemos colocar alguns implantes na mandíbula, que mediante um sistema de encaixe, vai permitir fixar correctamente a sua protese inferior, que é usualmente a mais difícil de manter estável.

 

Uma vez colocados esses implantes (geralmente entre 2 e 4 implantes dentários), podem ser feitas duas novas proteses, com dentes maiores e mais estéticos, respeitando as suas linhas do sorriso, e dando-lhe uma aparência mais natural.

 

Abaixo poderá ver imagens de um caso semelhante ao seu, antes e depois do tratamento:

 

 

 

 

 

Atenciosamente,

 

A equipa da WHITE  

 

 

 

 

 

 

 

Soluções que a Medicina Dentária Moderna permite

Bom dia.
 
Devido a problemas que tive de saúde não tenho já alguns anos dentes superiores, o que me levou a fazer uma placa. A placa cai deformou-me a boca, pois, já não posso rir e para comer é uma ginástica.
Pelo descrito devem pensar que estão perante uma velhota ,não , tenho 57 anos e estou farta desta situação.
 
 
Fico aguardar uma resposta e um milagre
 

 

 

 

 

Periodontite e Prótese Dentária

 

Boa tarde,
 
Tenho os dentes todos em baixo e em cima só tenho os 6 da frente, mas alguns estão a abanar por causa dos micróbios da boca que vão para a gengiva e para o osso.
Queria tirar todos os dentes e pôr placas totais porque não quero ter mais problemas.
Fui ontem à minha Dentista e ela diz que tirar os dentes todos não é o melhor e aconselhou-me a fazer tratamentos de periodontologia para melhorar a doença e depois fazer as placas.
Qual é a vossa opinião?
Muito Obrigada.
Maria
 
 
Boa tarde Maria,
 
Para avaliarmos melhor o seu caso teríamos que a observar e pedir alguns exames como RX, TAC, entre outros.
No entanto podemos dizer-lhe que preservar os nossos dentes é o melhor que nós podemos fazer.
Sempre que possível os Médicos Dentistas tentam manter os dentes aos seus pacientes, só em casos extremos é que se opta pela extracção dos mesmos para depois reabilitar.
Se me diz que tem alguns dentes a abanar e que lhe foram aconselhados tratamentos para estabilizar a doença que tem, é o que deve fazer.
Pela sua descrição o problema que tem chama-se periodontite, isto é uma doença das gengivas e do osso, que necessita de cuidados específicos de Higiene Oral, tanto em casa como em visitas regulares ao Médico Dentista ou Higienista.
Aconselhamo-la a fazer esses tratamentos indicados pela sua Médica Dentista e só depois colocar as Próteses (Placas).
 
Obrigada pela sua questão.
 
Com os melhores Cumprimentos da equipa da White.
 
 

Próteses Removíveis - As famosas "Placas Dentárias"

 

Próteses Removíveis

- As Famosas “Placas Dentárias” -

 

 

 

Objectivo

 

As Próteses Parciais ou Totais Removíveis têm como finalidade substituir, funcional e esteticamente, os dentes naturais e/ou tecidos ausentes em pacientes parcialmente ou totalmente desdentados, e que podem ser removidos e reposicionados na boca, sempre que necessário.

 

Usar uma Prótese Dentária Parcial ou Total é o começo de uma nova etapa na sua vida. A sua prótese irá permitir-lhe realizar tudo o que fazia com os seus dentes naturais.

No entanto, é importante que saiba que vai necessitar de algum tempo para se habituar à sua prótese e que provavelmente vai ter que readaptar os seus hábitos.

 

 

Indicações

 

Reposição/Reabilitação de um ou mais dentes perdidos através de uma estrutura removível que garante a mastigação, estética, dicção e suporte labial, em pacientes que não seja possível fazer uma reabilitação total fixa com implantes dentários.

 

 

Dificuldades

 

Numa fase inicial é natural que:

- Surja a sensação de presença de um corpo estranho na boca;

- Haja produção de mais saliva que o normal;

- A fala fique um pouco diferente;

- Morda as bochechas;

- Sinta dor e desconforto nas zonas de apoio das próteses.

 

 

Recomendações

 

Nos primeiros dias, procure mastigar com cuidado para que não morda as bochechas nem sobrecarregue as gengivas.

 

Quando comer, faça movimentos de mastigação verticais e tente mastigar alternadamente com ambos os lados da prótese.

 

Quanto à alimentação, comece por ingerir alimentos mais fáceis de mastigar: carne picada, peixe, verduras cozidas, sopas e puré.

 

Para o ajudar a falar correctamente, leia em voz alta um texto num lugar silencioso. Isto vai permitir que se oiça a si mesmo e deste modo pode corrigir-se e habituar-se a falar com a prótese.

 

Para trabalhar os músculos da face, os lábios e a língua, pode praticar, em frente a um espelho, gestos normais como falar ou sorrir

 

 

 

Normalmente a Sequência de Consultas para planear uma Prótese Removível é a seguinte:

 

 

1ª Consulta: Impressões Iniciais

 

 

 

 

 

2ªConsulta: Registo de Cera

 

Consulta que permite saber como é a mordida do paciente. Quando necessário realiza-se a Montagem em Articulador (aparelho que permite estudar o caso do paciente fora da boca)

 

 

 

 

3ªConsulta: Prova de Dentes

 

Consulta onde se escolhe o tipo de dentes, a cor, a forma e a estética

 

 

 

 

 

4ªConsulta: Colocação da Prótese

 

   

 

 

5ªConsulta: Ajuste Protético

 

Só alguns dias/semanas após a colocação das próteses é que estas se adaptam à cavidade oral, daí existir a necessidade de uns dias depois da colocação, voltar à clínica para verificar se o encaixe e adaptação estão correctos.

 

Nota: Pode haver necessidade de mais uma consulta de prova de dentes, dependendo da complexidade do caso e/ou exigência estética.

 

 

 

Perguntas mais frequentes:

 

Quando há extracção de um ou mais dentes, tem que se ficar desdentado?

 

Não, nesse caso é planeado uma prótese provisória, com os dentes que vão ser extraídos que será colocada no dia da cirurgia.

As Próteses definitivas só começam a ser planeadas quando a cavidade oral estiver completamente recuperada.

Durante o período de recuperação de todos os tecidos da cavidade oral é normal existir um desconforto com a utilização das próteses uma vez que o osso, gengiva e tecidos moles circundantes estão em fase de cicatrização.

 

 

 

 

Porque é que as Prótese ao fim de algum tempo ficam largas?

 

A ausência dos dentes naturais leva ao desenvolvimento de um processo de perda óssea nos maxilares. Esta perda óssea faz com que a gengiva sofra alterações ao longo do tempo, no local onde a prótese está apoiada.

A gengiva vai-se retraindo e esta é a razão pela qual a prótese vai ficando cada vez mais desajustada. Estes desajustes na prótese provocam dor e desconforto.

É aconselhável que efectue massagens nas gengivas para melhorar a sua circulação sanguínea e deste modo tentar prevenir, o mais possível, estas alterações. No entanto, é necessário rebasar (encher) as próteses periodicamente. Estes rebasamentos normalmente não estão incluídos no orçamento inicial, mas sim na manutenção que devemos ter para garantir a durabilidade do trabalho.