Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linha White

"Eu não preciso de ir ao psicólogo!"

Esta é uma resposta comummente ouvida quando se fala em apoio ou acompanhamento psicológico. Recorrer às intervenções psicológicas ainda é tabu para muitas pessoas. Acham que é coisa para “malucos” ou para personalidades fracas. Contudo, é a decisão mais sensata a tomar quando se enfrenta alguma dificuldade.

Talvez não seja apenas falta de conhecimento ou informação relativamente ao processo terapêutico mas também a dificuldade de algumas pessoas reconhecerem que têm um problema que está a interferir na sua vida, no seu desempenho nas várias áreas de funcionamento (pessoal, profissional, familiar, social).

A psicoterapia deve ser realizada quando existe alguma situação ou comportamentos perturbadores, que interferem na qualidade de vida e funcionamento diário (ansiedade, perturbações do sono, angustia, evitamento, falta de motivação, etc.) mas também pode ajudar as pessoas a conhecerem-se melhor, com vista a melhorar a sua estratégia para lidar com a vida, de forma eficaz e gratificante. Saber quem somos é fundamental para atingirmos o sucesso e conseguirmos crescimento e desenvolvimento pessoal, emocional e relacional. Neste sentido, a psicoterapia pode variar consoante os objectivos expressos pelo paciente, desde mudanças de comportamento focalizadas, promoção de crescimento até à reorganização da estrutura de personalidade.

 

“Mas eu tenho amigos com quem falar.”


A relação entre paciente e psicoterapeuta não é uma relação de amizade, caso contrário irá comprometer a eficácia do tratamento, pois deixa de ser uma técnica científica implementada por um profissional qualificado.

O psicoterapeuta não dá conselhos ao paciente acerca das suas opções, mas ajuda-o a ser capaz de efectuar as suas próprias escolhas e a tomar decisões de vida, promovendo, deste modo, a sua autonomia e liberdade.

O paciente deverá estabelecer uma relação colaborante com o terapeuta, sendo importante que esteja motivado para efectuar mudanças.

  

Se sente que precisa de ajuda, de mudar alguns comportamentos ou de se conhecer melhor a psicoterapia poderá responder aos seus objectivos.  

 

Catarina de Castro Lopes

Directora Clínica de Psicologia na White

Teste BRAINSCREEN

Invista na sua saúde e no seu bem-estar!

 

O que é o Brainscreen?

 

Perfil de análises clínicas que avalia os principais intervenientes na neurotransmissão cerebral.

Sente-se cansado? Desmotivado? Tem falta de memória ou concentração? Este teste permite medir o que é que está a provocar estes sintomas.

Através dos resultados é possível optimizar o bom funcionamento cerebral, consoante as suas necessidades.

Este teste pode ainda ser efectuado numa perspectiva preventiva com o objectivo de reduzir certos factores de risco para as perturbações de humor, como a depressão ou declínio cognitivo (doença de Alzheimer, Parkinson e outras demências).

O Braincreen pode ser realizado por todas as pessoas e em todas as fases da vida. Nas crianças e adolescentes é frequentemente usado para melhorar a performance cognitiva, problemas de aprendizagem, défice de atenção e perturbações do humor.

  

O seu bem-estar físico e mental está relacionado com o bom funcionamento dos neurónios e do cérebro.

Potenciar a sua actividade cerebral certamente lhe trará maior qualidade de vida!

Venha ter connosco e faça o seu teste!

 

 

 

 

Tema do Mês - Ano Novo, Vida Nova

Nutrição


Depois de muitos almoços e jantares fartos, confraternizações, doces, guloseimas e rabanadas de Natal, é natural que o corpo se ressinta: inchado, mais peso, pouca energia e com uma gordurinha extra! Daí vem a dúvida: o que comer para eliminar as gordurinhas conquistadas. Muitas pessoas começam a fazer as famosas dietas radicais. São diversas! Passa fome, perde peso e em pouco tempo recupera o peso novamente. Com certeza esse não é o caminho mais adequado. O ideal seria ter controlado os excessos alimentares típicos do mês de Dezembro mas se isso não foi possível, nem tudo está perdido.

 

Siga as dicas a seguir para evitar continuar no caminho errado:

- Faça refeições mais leves. Exagere nas verduras, legumes e saladas e dê preferência ao peixe (cozido, assado ou grelhado).

- Evite comer sobremesas. Dê preferência à fruta.

- Consuma os hidratos de carbono integrais (pão integral, massa integral, aveia, muesli, arroz integral, entre outros).

- Faça caminhadas.

- Evite o consumo de bebidas alcoólicas. Dê folga ao seu fígado!

- Beba muita água, no mínimo 8 copos de água por dia. Evite os líquidos às refeições.

- Mesmo sem muita fome não deixe de comer nos intervalos das refeições.

 - Não abuse das quantidades nas refeições!

 

Lembre-se que Ano Novo é vida nova! Coloque numa das suas metas melhorar a sua alimentação, com certeza ganhará muito em qualidade de vida!

 

Iara Rodrigues,

Diretora Clínica do Departamento de Nutrição na WHITE.