Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Linha White

Tabagismo e Saúde Oral

Todos sabemos os maleficios causados pelo tabaco. As campanhas de sensibilização para deixar de fumar estão por todo o lado, mas, infelizmente, ainda são muitos aqueles que fumam, e a prática não parece estar a diminuir.

Em termos dentários e de saúde oral, o tabagismo é um factor de risco cientificamente comprovado para a doenca periodontal (a famosa "piorreia", que leva à perda de gengiva, osso e, em última análise, dos dentes), e para uma maior tendência para o cancro oral. Este último é ainda mais frequente quando ao tabagismo se associa o consumo de álcool, e pode ser fatal, caso não seja diagnosticado e tratado a tempo.

A outros niveis, o tabagismo é ainda responsável pelo desenvolvimento de halitose (o mau halito, tipico dos fumadores) e pelo escurecimento e pigmentação dos dentes, o que é um desastre para a estética do seu sorriso!

Na nossa equipa, trabalhamos em conjunto e unimos esforços para que o consumo do tabaco seja abolido, por isso temos o programa "Respirando", programa de Cessação Tabágica. De qualquer forma, a nossa equipa de Medicina Dentária tem também algumas armas ao seu dispor, seja no rastreio do cancro oral, no tratamento da doença periodontal, ou com intervenções estéticas, como o branqueamento dentário ou a colocação de facetas /coroas cerâmicas. Uma óptima higiene oral é fundamental para minimizar os efeitos nefastos do tabaco na nossa cavidade oral, tendo as nossas higienistas orais a resposta para essa necessidade. Quanto à melhoria da estética, a Medicina Dentária actual tem inúmeras "armas" ao seu dispor, que permitirão ao fumador (ou ex-fumador) recuperar a brancura e frescura do seu sorriso, sempre salvaguardando a Saúde e a Função, peças chave no tratamento dentärio.

Por isso ja sabe, se ja deixou de fumar, os nossos parabéns. Se ainda não conseguiu, temos muitas possibilidades de o conseguir aqui na White. Consulte-nos e saiba o que podemos fazer por si.

 

Exemplo de um caso clinico de um fumador antes e depois do tratamento dentário. Veja como uma simples consulta de Higiene Oral consegue obter óptimos resultados!

 

                         Antes

 

 

                         Depois

 



Equipa White

Caso Clínico - Destartarização

Este é o caso de um paciente de 49 anos, do sexo masculino, que apresentava acumulação de tártaro e de mancha de tabaco, devido a maus hábitos de higiene oral e ao facto de fumar.

 

O tabaco potencia o aparecimento de problemas gengivais, ajuda a calcificar a placa bacteriana e pigmenta os dentes, sendo um dos maiores factores de risco para a periodontite.

 

Os fumadores têm maior risco de desenvolver periodontites mais severas que os não fumadores. Por este motivo uma higiene oral eficaz em cas e consultas regulares ao seu médico dentista ou higienista oral são muito importantes para prevenir o aparecimento de doenças gengivais.

 

Plano de tratamento de higiene oral:


2 consultas de destartarização, curetagem, remoção de manchas com jacto de bicarbonato e polimento.

 

 

 EMS Airflow S2 - White Clinic

Imagem de um destartarizador e de um jacto de bicarbonato acoplado.

 

 

 

WHITE Dental Team

 

 

Respirando - Programa de Cessação Tabágica

Para todos os que pretendam respirar melhor, aumentar os seus anos de vida, melhorar a qualidade de vida, aumentar o seu orçamento mensal e obter resultados mais rápidos nos tratamentos da White sem quaisquer complicações pós-operatórias.

 

Quantas vezes já tentou deixar de fumar? Sabia que apenas 5% dos fumadores que tentam deixar de fumar o conseguem fazer sem ajuda de um programa especifico? Com o programa respirando ajudamo-lo com esta tarefa. Aceita o desafio?

 

O Tabaco e os Tratamentos

Quando procura um tratamento estético pretende melhorar a sua aparência, mas o hábito de fumar pode ser um obstáculo para chegar ao resultado pretendido. A nicotina provoca um efeito vasoconstritor das artérias e veias dificultando as circulações periféricas, diminuindo assim a capacidade de cicatrização do organismo. Para além da dificuldade de cicatrização, podem surgir complicações pós-operatórias.

 

O Tabaco e os Tratamentos Dentários

O hábito de fumar tem um efeito prejudicial nos resultados dos tratamentos dentários

- Escurece os dentes;

- Prejudica a higiene oral;

- Pode criar infecção depois da cirurgia;

- Aumenta o risco de doenças orais. Os fumadores têm 7 vezes mais probabilidade de desenvolver cancro oral;

- Duplica o risco de fracasso de implantes dentários, sendo em muitos casos uma contra-indicação;

- Aumenta a perda de osso alveolar, podendo diminuir resultados de enxerto ósseo.

 

O Tabaco e a Cirurgia Plástica

- Dificuldade na cicatrização;

- Aumento da probabilidade de surgirem cicatrizes hipertróficas (grossas e dolorosas);

- 3 vezes mais probabilidade de apresentar necrose da pele;

- Aumenta o tempo de edema (inchaço), pois a nicotina retarda a drenagem linfática;

- Maior risco de infecções;

- Maior risco de intercorrências referentes à anestesia;

- Maior risco de trombose venosa;

- Retarda o processo de recuperação no pós-operatório, atrasando o resultado.

 

O Tabaco e a Pele 

- Sabia que o tabagismo é mais responsável por alterações na pele do que o excesso de sol? Estudos mostram que as fibras elásticas da pele dos pacientes fumadores são afectadas em 100%. A nicotina destrói as fibras de colageno e elatina, favorecendo a flacidez e consequentemente levando ao envelhecimento precoce.

- A pele da face de um fumador tem aparência acinzentada, com rugas, vincos, linhas nos cantos dos olhos, à volta dos lábios, numerosas linhas superficiais nas bochechas e região mandibular, proeminência óssea, aprofundamento das bochechas e atrofia da pele. Esta aparência é causada tanto pelo efeito do fumo em si como do efeito do acto de fumar.

- O cigarro diminui a irrigação sanguínea da pele, prejudicando a sua oxigenação. Como consequência, as fibras de sustentação deterioram-se causando rugas profundas e aparência envelhecida da pele.

- O fumo também está associado ao aparecimento de celulite pela sua influência na circulação sanguínea e excesso de toxinas que acabam por propiciar a formação de depósitos de gordura e consequentemente o temível efeito “casca de laranja”.

- O fumo seca os cabelos, deixando-os sem brilho.

Se decidir parar de fumar deve saber que a melhoria da sua pele não será imediata e que os tratamentos dermatológicos o irão ajudar a melhorar o seu aspecto.

 

Criámos o programa mais completo para o ajudar a deixar de fumar.

 

Programa Completo  Múltiplas Abordagens

Juntámos abordagens comprovadas como eficazes para deixar de fumar.

Sessões individuais (12 sessões) - Contexto de aprendizagem de estratégias, partilha de experiencias e procura de soluções.

Biofeedback e Neurofeedback - 7 sessões individuais, para avaliar o nível de tensão perigosamente reactiva e alterar o estado fisiológico interno que leva ao consumo, eliminando ou reduzindo a vontade e o impulso para fumar.

Nutricionista (3 sessões) - Para que não corra o risco de aumentar em peso o que diminuir em cigarros consumidos. Ajudará a conhecer alguns alimentos calmantes e que ajudam na cessação.

 

Vantagens do Programa Respirando

- Ao longo de 6 meses poderá aprender um conjunto de estratégias que o ajudarão a deixar de fumar. Pode treinar técnicas de relaxamento que lhe irão ser muito úteis sempre que surgir o impulso para fumar, técnicas de motivação, aprender a monitorizar as suas reacções e consumos e criar alternativas viáveis ao hábito.

- Apoio de recaídas durante 4 meses – Estudos indicam que quem deixa de fumar faz entre 4 a 7 tentativas antes de o conseguir. Isto significa que as recaídas têm que ser prevenidas. Durante estes 4 meses vamos apoia-lo nas dificuldades e ajudá-lo a rapidamente inverter eventuais deslizes.

Tema do Mês - Tabagismo - Psicologia

Se é fumador com certeza conhece os malefícios que o tabaco tem para sua saúde, por isso vamos poupá-lo a esses argumentos amplamente debatidos.

O que talvez desconheça é o mal que faz à sua pele e cabelo, as implicações que tem nas cirurgias, tratamentos estéticos e na sua saúde oral e estética dentária. Na White, preocupamo-nos com a sua saúde e beleza mas também com o seu bem-estar, por isso queremos ajudá-lo.

Quantas vezes já tentou deixar de fumar? Sabia que apenas 5% dos fumadores que tentam deixar de fumar o conseguem fazer sem ajuda de um programa especifico?

O nosso Programa de Cessação Tabagica – Programa Respirando, junta todas as abordagens comprovadas como mais eficazes para deixar de fumar (Sessões de Grupo ou Individuais, Bio e Neurofeedback, Nutrição e Acupunctura). Ao longo de 6 meses pode aprender um conjunto de estratégias que lhe irão ser muito úteis. Pode treinar técnicas de relaxamento que o ajudarão sempre que surgir o impulso para fumar, técnicas de motivação, aprender a monitorizar as suas reacções e consumos e criar alternativas viáveis ao habito.

Este programa está ainda desenhado para o apoiar nas eventuais recaídas e dificuldades ao longo de 4 meses e assim poder reverter deslizes. Estudos indicam que quem deixa de fumar faz entre 4 a 7 tentativas antes de o conseguir, isto significa que as recaídas têm que ser prevenidas.

 

Não se iluda!

Todos os motivos seriam suficientemente fortes para deixar de fumar se os cigarros não lhe causassem dependência.

O hábito de fumar na realidade não envolve apenas uma dependência física mas também uma dependência social e emocional. Este hábito está de tal modo automatizado em si que o leva a pegar num cigarro em diversas situações do seu quotidiano, como por exemplo,  situações de maior pressão no trabalho, discussões familiares, eventos sociais, quando bebe café ou álcool, quando se sente triste, irritado, feliz ou acabou uma determinada tarefa, quando está à espera do autocarro, quando conduz ou quando não tem nada para fazer. Assim, os cigarros são muitas vezes usados para mascarar emoções desconfortáveis como a tristeza ou a ansiedade.

 

Por não ser uma tarefa fácil é importante que procure ajuda de um programa especializado que o ajude a deixar de fumar.

 

 

Catarina de Castro Lopes

Responsável pelo Departamento de Psicologia na White

 

Tema do Mês - Tabagismo - Dermoestética

Quando a pele respira o mesmo que os seus pulmões..

 

Seja fumador activo ou passivo, todos sabemos o quão prejudicial é o fumo do tabaco para a nossa saúde em geral, mas raramente nos lembramos dos estragos que, ao longo do tempo, provoca à pele.

Os indícios de ser fumador não se limitam ao odor oral mas também corporal, nomeadamente no odor do cabelo e das roupas, para além das manchas amareladas nos dedos e nas unhas, o que, no caso de ser fumador, sabemos que bem reconhece e também não aprecia. Agora imagine o que sentirão os não fumadores que o rodeiam!

É normal que ao olhar-se diariamente ao espelho não note os efeitos imediatos do fumo do tabaco, pois este actua silenciosamente no decorrer dos anos, ou seja, as toxinas da combustão do tabaco ficam em suspensão e os seus efeitos só se manisfetam e são detectados muito mais tarde. Para que tal aconteça não tem de ser necessariamente fumador, basta trabalhar ou viver a maior parte do dia a dia num ambiente de fumador.

No entanto, se é fumador activo os efeitos serão mais visíveis e agressivos em vários aspectos da sua saúde, incluindo o aspecto da sua pele. Vejamos que, se por um lado, a nicotina actua como um potente vasoconstritor, dimimuindo o fluxo sanguineo e dificultando a oxigenação da pele, por outro lado funciona como um inibidor à função dos fibroblastos essenciais na produção de colágénio e elastina. Neste sentido, uma pele asfixiada, com as defesas naturais enfraquecidas e permeável às agressões externas, é inevitavelmente uma pele envelhecida. O aparecimento das rugas é prematuro, a textura e o aspecto saudável vão-se deteriorando, ficando com a pele fica baça, amarelada e enrugada.

Cuidar da pele é essencial para todos nós mas para si, no caso de ser fumador, torna-se preventivo e indispensável! Simples actos como uma boa limpeza, lavagem, nutrição e protecção são os que deve colocar em prática diária e activamente. Actualmente, para além dos cuidados diários que todos devemos ter em conta, para si que é fumador existem diversas técnicas que incidem num nível mais profundo da pele, como os peelings químicos em que a camada superficial é removida, as manchas são combatidas e suavizadas, dando um aspecto mais saudável à sua pele. As vitaminas e nutrientes que a mesoterapia restituem à sua “pele fumadora” também são extremamente eficazes, bem como os cosmocêuticos.

Hoje já se olhou ao espelho? Acha que as olheiras e incongruências de várias ordens da sua pele são normais e passageiras?

Caro leitor, pare um pouco e olhe bem para si, repense as suas acções e prioridades diárias. O seu exterior, neste caso a sua pele, é o espelho do seu interior. Talvez esteja na altura de se cuidar mais e melhor. Seja para aconselhá-lo e ensiná-lo a cuidar da sua pele diariamente e em casa, seja para tratar da sua pele de uma forma mais activa e intensiva, estamos aqui para o ajudar!

 

Departamento de Dermoestética da White